Urnas biométricas reconhecem 93% dos eleitores submetidos aos testes

Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral, nos 60 municípios em que a votação ocorreu por meio da urna biométrica, 93% dos eleitores foram identificados com sucesso.
Data da publicação: 12/10/2010

Da redação  | Convergência Digital

Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral, nos 60 municípios em que a votação ocorreu por meio da urna biométrica, 93% dos eleitores foram identificados com sucesso. O município com maior número de identificações na primeira tentativa foi Piripiri, no Piauí, com 96,43% de reconhecimento.

Entretanto, aqueles que não foram identificados pela impressão digital não deixaram de votar. Eles foram identificados pelo método convencional, por meio do documento de identidade com foto apresentado ao mesário.

A maior parte das ocorrências de dificuldade para realizar a identificação foi com eleitores idosos por causa das digitais que já estão desgastadas. A taxa de não reconhecimento é considerada baixa em todos os municípios.


Urnas eletrônicas

Das 400 mil urnas utilizadas pelo TSE para as eleições deste ano, o tribunal foi obrigado a substituir, por problemas técnicos, um total de 2.180 urnas eletrônicas. O Estado que mais substituiu urnas foi o Rio de Janeiro, com um total de 259. Em seguida aparece São Paulo, com 248 substituições. Em terceiro lugar Minas Gerais, com 228.

O Acre foi o estado que registrou menor número de substituição, com cinco no total. Amazonas, Piauí, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo registraram seções eleitorais com votação manual, sendo uma seção em cada estado.

Fonte: Convergência Digital
CLSW 105 - bl. A - salas 104 a 106 / Sudoeste - Brasília-DF - 70670-431 - (61) 3234.6282