Torcedores serão identificados por sistema biométrico digital e facial

Fundação Getúlio Vargas prepara estudo para levantar problemas dos estádios brasileiros para o Ministério do Esporte.
Data da publicação: 12/10/2010

Da Redação
 
Fundação Getúlio Vargas prepara estudo para levantar problemas dos estádios brasileiros para o Ministério do Esporte.

A análise, quando concluída, será usada para a instalação do sistema de cadastramento de torcedores, previsto no novo texto do Estatuto do Torcedor. O estudo vai custar cerca de 4 milhões de reais.

O Ministério do Esporte vai ter de instalar uma estrutura adequada para o reconhecimento biométrico do público. Os estádios vão ter que se adaptar para as novidades. O sistema prevê que o cadastramento siga as bases do Registro de Identificação Civil, documento que deverá substituir o RG.

Dessa forma, o torcedor pode ser identificado na porta do estádio pela impressão digital, banindo possíveis condenados por meio de consulta à ficha online.

A FGV estuda, inclusive, a implantação do sistema biométrico facial, que é usado, por exemplo, em cassinos. Com ele, o torcedor poderá ser reconhecido por câmeras especiais que captam, na porta do estádio, a sua fisionomia.
 
Fonte: Radio2
http://www.jptl.com.br/?pag=ver_noticia&id=27847

Fonte: www.jptl.com.br
CLSW 105 - bl. A - salas 104 a 106 / Sudoeste - Brasília-DF - 70670-431 - (61) 3234.6282