Palestras e Cases de Sucesso são apresentados no Certforum

Palestras e Cases de Sucesso são apresentados no Certforum

Realizado durante a Cards Payment & IDentification, fórum abordou o uso da certificação digital no Brasil
Data da publicação: 12/04/2012
A etapa sudeste do 10º Certforum foi realizada hoje, em São Paulo. O fórum é o maior sobre certificação digital no país e contou com 300 participantes. Durante o evento, foram realizadas mesas de debates, palestras e explanações de cases de sucesso.
 
O Assessor da Presidência do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, Eduardo Lacerda, abordou o tema “ICP-Brasil em números e o projeto piloto de biometria”. Segundo ele, os números da Infraestrutura de Chaves Públicas não param de crescer e a apresentação desses dados em São Paulo é essencial. “A gente tem o intuito de massificar o certificado digital e São Paulo é um grande indutor para o Brasil. A grande quantidade de indústrias e empresas que utilizam a certificação digital no estado induz a tecnologia para todo o país”, afirmou.
 
Já o diretor da Smart Card Alliance, Edgard Betts, palestrou sobre “O cenário internacional do desenvolvimento de identidades seguras”. Ele explicou as diferenças entre a certificação digital adotada no Brasil e nos Estados Unidos. Betts destacou que, como no Brasil existe a autoridade certificadora raiz, o país tem como benefício a facilidade de comunicação na sua infraestrutura.
 
A palestra “Certificação digital no conectividade social ICP: Números, perspectivas e avanços no FGTS” foi realizada pelo Gerente Nacional do FGTS da Caixa Econômica Federal, Henrique José Santana. Ele destacou que o Conectividade Social, canal de relacionamento eletrônico da Caixa Econômica Federal, facilita o recolhimento do FGTS e reduz os custos operacionais, dentre outros benefícios.
 
Cases de Sucesso
Durante o fórum, foram apresentados cases de sucesso como o da São Paulo Previdência (SPPrev). Na mesa de abertura, a Diretora de Relacionamento com o Segurado, Maria Nunes Pires, destacou que, para o pagamento e manutenção das mais de 140 mil pensões militares e 230 mil aposentadorias civis, eram utilizados mais de 20 milhões de documentos em papel. Com o gerenciamento eletrônico dos documentos, o processo de concessão se tornou mais rápido. “Essa celeridade permitiu, por exemplo, atingir o objetivo de conceder, em até 30 dias, a pensão para a família do beneficiário que faleceu”, destacou Maria.
 
Já o auditor fiscal da Receita Federal do Brasil (RFB), Jacir Corrêa Leite, destacou que o objetivo do órgão era aumentar a segurança no acesso aos sistemas informatizados. “A situação anterior de usuário e senha não era segura. Por isso, todos os acessos internos dependem da certificação digital, que tem sido eficaz em todos os processos de segurança”, afirma. Para o cidadão, um dos benefícios citados por Jair é a evolução dos serviços disponibilizados via internet, tais como a consulta à situação fiscal e a caixa postal – meio de comunicação segura entre a RFB e o contribuinte.
 
Durante a mesa que abordou o tema “Certificação digital aplicada à gestão da saúde”, o Diretor de Operações e Tecnologia da Informação do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), Kaio Bin, abordou a implantação do primeiro hospital 100% digital do Sistema Único de Saúde. Segundo ele, a digitalização e o Prontuário Eletrônico diminuem os riscos para os pacientes. “É possível saber quem fez o que, para qual paciente, onde, quando e como. Sendo assim, caso algum lote de medicamento venha com problemas, por exemplo, podemos saber quais pacientes consumiram esse medicamento”, destaca.
 
A última mesa do fórum teve como tema “A modernização do judiciário”. Foram apresentados os processos de modernização do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) e da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP). Os palestrantes falaram dos desafios da implantação do certificado digital e da superação da resistência dos magistrados em aceitar a nova tecnologia. O Coordenador de Apoio aos Usuários do TJSP, Marco Antônio Samaan, destacou que o órgão é o maior Tribunal de Justiça do país e conta com 47 mil funcionários, 2500 magistrados e 340 desembargadores. “São Paulo é o maior estado em quantidade de advogados com certificação digital. Isso resulta em confiabilidade, rapidez, segurança e melhor aproveitamento de recursos humanos e técnicos”, concluiu.
 
Ainda em 2012, o 10º Certforum será realizado em Recife (PE), Goiânia (GO), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF) e Florianópolis (SC).
 
Fonte: i9 Assessoria
CLSW 105 - bl. A - salas 104 a 106 / Sudoeste - Brasília-DF - 70670-431 - (61) 3234.6282